Migrações. Nunca houve tantos a obter a nacionalidade portuguesa

Quase 150 mil imigrantes, em 2020, e mais de 56 mil até final de abril deste ano conseguiram nacionalidade portuguesa. Alteração da lei facilitou os processos.



Portugal concedeu mais de 200 mil pedidos de nacionalidade a imigrantes em 16 meses, noticiou o Diário de Notícias.


Em 2020 foram concedidas 149.157 nacionalidades — mais 2% do que em 2019 — e até 30 de abril deste ano mais 56.550, segundo dados do Ministério da Justiça citados pelo jornal. Os pedidos foram concedidos sobretudo a cidadãos com origem no Brasil e Israel (nomeadamente descendentes de judeus sefarditas portugueses).


Com a revisão de 2018, a Lei da Nacionalidade (1981) passou a permitir que um cidadão estrangeiro passasse a poder ter a nacionalidade portuguesa por naturalização ao fim de cinco anos consecutivos de residência legal no país, o que poderá justificar o aumento no número de pedidos concedidos.


No ano passado, viviam em Portugal mais de 662 mil imigrantes, dos quais quase 184 mil cidadãos brasileiros — o grupo de estrangeiros como maior representação no país —, segundo os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) citados.

Recent Posts

Archive

Follow Us

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon