NOTÍCIAS & ARTIGOS

Dar os lugares dos carros às bicicletas? ACP critica, ciclistas aplaudem

NUNO FERREIRA SANTOS Autarquia quer converter 1600 lugares de estacionamento em espaços para bicicletas, trotinetes e motas. A Federação Portuguesa de Utilizadores de Bicicleta concorda com a conversão de lugares de estacionamento em espaços para bicicletas, trotinetes e motas em Lisboa, enquanto o Automóvel Club de Portugal entende que deve ser criado mais parqueamento à entrada da cidade. Na quarta-feira, numa reunião pública do executivo, liderado pelo PS, o vereador da Mobilidade da câmara de Lisboa, Miguel Gaspar, anunciou a intenção da autarquia de converter 1600 lugares de estacionamento para serem ocupados por bicicletas, trotinetes e motas. Ouvido pela Lusa, o presidente do Automóve

SEF detém empresários de futebol indiciados por tráfico de seres humanos

​O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve ontem, na cidade de Leiria, dois cidadãos sul-americanos, agentes desportivos e responsáveis pela entrada e permanência ilegal de um número substancial de jovens futebolistas, em situação irregular. Os arguidos estão indiciados pela prática dos crimes de tráfico de seres humanos, auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos. A ação, coordenada pelo Ministério Público, englobou buscas domiciliárias às residências dos suspeitos, a viaturas e a um clube desportivo da Nazaré, entidade que veio a ser constituída arguida, tal como o presidente da direção. Em resultado das buscas ontem realizadas foi apreendida documentação relacionada

Lisboa à frente de Paris, Londres e Roma na lista das cidades com mais qualidade de vida

© Orlando Almeida / Global Imagens Mais um ano, mais um degrau. Há três anos que Lisboa sobe no ranking da Mercer das cidades mais atrativas - e, por isso, também mais baratas - para colocar funcionários em operações estrangeiras de empresas. A capital portuguesa surge neste ano colocada na 37ª posição, um lugar acima de 2018, da lista da consultora que serve de referência a multinacionais e organizações internacionais na hora de calcularem a compensação ao pessoal deslocado. A melhoria é constante desde 2016, ano em que Lisboa era 42º da lista. Os dados da Mercer, divulgados esta quarta-feira, mantêm a capital portuguesa à frente de grandes capitais da Europa como Paris (39ª), Londres (41ª)

©2017 por AgênciaZ13